Aumento do preço do azeite: entenda o porquê de estar mais caro

HomeBrasil

Aumento do preço do azeite: entenda o porquê de estar mais caro

O valor do azeite de oliva no mercado interno subiu mais de 40% entre fevereiro de 2023 e fevereiro de 2024. Uma garrafa de azeite  apresentou um aumento de 45,46%, segundo dados da Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (FIPE).

O acréscimo no valor do azeite, por mês em 2024, é de 4,91%. A pesquisa ainda apontou de fevereiro a março os preços das embalagens de azeite virgem haviam subido mais ainda.

Por que o valor subiu tanto?

O aumento no valor dos azeites decorre da quebra histórica na safra de azeitonas da Europa ocorrida em 2022 e 2023 devido ao seca gerada pelo fenômeno El Niño, que gerou uma redução de 20% na produção mundial do produto, fazendo com que, ao invés, dos 3,3 milhões de toneladas de azeites usuais, fossem produzidas 2,7 milhões de toneladas, segundo dados do Conselho Internacional de Azeite Olive (IOC, sigla em inglês).

Devido a essa queda na produção, o Brasil, um dos principais importadores, reduziu a compra de 100 mil toneladas de 2022 para 80 mil toneladas em 2023.

Com a menor oferta do produto, o valor sobe e leva a uma queda no consumo de azeite pelos brasileiros.

Alta nos preços

O valor dos azeites deve permanecer alto, pois, apesar da estimativa de que produção europeia sofra um aumento de 9%, não será o bastante para resolver a escassez do produto pelo mundo.

Devido as mudanças climáticas, o desempenho da produção deve continuar sendo afetado, somado a esse elemento, as produções das oliveiras são bianuais, ou seja, ocorrem a cada dois anos, sendo assim, a safra de 2023/2024 será ainda mais baixa, impactando a exportação e o valor dos azeites.

Fonte: clique aqui.

Você bem informado!

COMMENTS