Bolsa de valores hoje (2/4) abre volátil com exterior em foco

HomeEconomia

Bolsa de valores hoje (2/4) abre volátil com exterior em foco

A bolsa de valores hoje operava entre os campos positivo e negativo no início da sessão, assim como o dólar, com exterior em foco.

O comportamento dos juros das treasuries americanas jogam os ativos de risco para baixo no mundo em desenvolvimento e nos mercados emergentes.

Assim, perto das 10h30, o Ibovespa subia 0,15%, a 127.163,28 pontos, revertendo, por ora, parte da queda do dia anterior, quando o principal índice da bolsa desceu 087%.

Veja aqui os motivos da desvalorização do Ibovespa no pregão anterior.

Dólar hoje

Simultaneamente, o dólar operava estável, com leve queda em relação ao real, depois dos ganhos robustos do pregão anterior.

Assim, no horário mencionado, a moeda norte-americana descia 0,03%, a R$ 5,0528.

Da mesma maneira, no cenário global, o dólar tinha leve queda.

O DXY, que mede o desempenho da divisa dos Estados Unidos em relação a outras moedas importantes, desvalorizava 0,08%, a 104,93 pontos.

Motivos da queda da bolsa de valores

A principal causa da queda da bolsa de valores no começo da sessão é a alta da treasury de 10 anos, segundo Paulo Gala, economista-chefe do banco Master. Os juros do principal título de dívida pública dos Estados Unidos subiu a 4,30% na sessão anterior, bem acima da mínima de 3,80% registrada no início do ano.

“Com isso, o mercado começar a empurrar o corte de juros para julho”, avalia Gala.

Além disso, o petróleo vai às máximas do ano e também começa a preocupar o mercado com a possível volta de uma pressão inflacionária.

Ainda hoje sai o relatório Jolts, outro ponto de atenção, que mostrará a situação do mercado de trabalho norte-americano.

Dólar em foco

Nesse sentido, o dólar também se valorizou, com o vencimento no meio de abril de R$ 3,8 bilhões em NTNs indexadas ao câmbio.

“É um evento importante porque coloca pressão de demanda principalmente de quem quer substituir esse hedge“, explica o economista do Master.

Ainda assim, Gala relaciona a alta do dólar mais ao petróleo a US$ 85 e treasuries de 10 anos nas máximas do ano.

Outro destaque do dia em relação ao dólar é o anúncio feito pelo Banco Central do leilão extraordinário de US$ 1 bilhão.

O swap para a venda futura de dólar “visa atenuar um pouco esse soluço” da moeda norte-americana, diz Gala.

Fonte: clique aqui.

Você bem informado!

COMMENTS