Com reservas, Grêmio perde na estreia da Libertadores na altitude de La Paz

HomeEsporte

Com reservas, Grêmio perde na estreia da Libertadores na altitude de La Paz

Foto: Divulgação / Twitter Libertadores

Com reservas, Grêmio perde na estreia da Libertadores na altitude de La Paz

Jogando na altitude de La Paz, os reservas do Grêmio não conseguiram segurar o The Strongest na estreia da Libertadores da América nesta terça-feira (02). O time boliviano venceu por 2 a 0, com gols de Ursino e Tiverio, e lidera temporariamente o Grupo C.

Por opção do técnico Renato Portaluppi, o tricolor gaúcho viajou apenas com reservas e garotos da base, visando poupar os titulares dos mais de 3600 metros de altitude e preparar o time para a final do estadual, contra o Juventude.

O treinador também jogou contra a estatística. Desde 2000, o The Strongest jogou 17 vezes contra brasileiros na altitude, vencendo 10 partidas.

Siga o
Esporte News Mundo

no
Twitter


, Facebook

e
Instagram

.

Na próxima rodada, o Grêmio enfrenta o Huachipato, em casa, para recuperar a forma e encostar na liderança do Grupo C.

O jogo

Acostumado a vencer times brasileiros em casa, o The Strongest começou o jogo no ataque, dominando as ações da partida. Aos 10 minutos, Daniel Lino errou o cruzamento, mas acertou a trave, assustando o goleiro Marchesín.

Aos 15 minutos, placar aberto. Ursino – eleito o melhor em campo – apareceu livre na área e aproveitou o bom cruzamento de Lino pela esquerda. O cabeceio acrobático foi preciso, no ângulo do goleiro gremista.

O Grêmio não conseguia levar perigo ao time boliviano. Galdino arriscou de longe aos 19 minutos, a bola desviou e foi para fora. João Pedro Galvão também tentou se aproveitar dos efeitos da altitude, mas Viscarra pegou sem dificuldade.

Os brasileiros tentavam reagir, mas as jogadas concluiam sem grande perigo. No fim da primeira etapa, os bolivianos tiveram outras oportunidades para ampliar, parando em Marchesín.

+ Flamengo sai na frente, mas cede empate ao Millonarios em estreia na Libertadores

Na segunda etapa, Galdino teve grande chance logo no primeiro minuto, mas parou na boa defesa de Viscarra. O meia de 27 anos era o mais perigoso entre os brasileiros, arriscando outros disparos, mas sem sucesso.

Aos 27 minutos, Urisno cobrou falta e Marchesin fez boa defesa. No rebote, Amoroso cruzou para Triverio cabecear de frente para o gol. Após a checagem do VAR, o gol boliviano é validado.

Aos 35 minutos, a zaga boliviana se atrapalhou e Cheron quase desarmou Viscarra, mas por azar a bola foi pela linha de fundo. O garoto de apenas 20 anos acabou se contundindo no lance e precisou ser substituído.

Percebendo a falta do poder de reação, o time boliviano administrou a vitória nos últimos minutos.

Fonte: clique aqui.

Você bem informado!

COMMENTS