Cozinha Comunitária amplia produção de derivados da mandioca em Ibirapitanga

HomeBahia

Cozinha Comunitária amplia produção de derivados da mandioca em Ibirapitanga

A comunidade rural Acarás, localizada no município de Ibirapitanga, celebrou, nesta quarta-feira (3), a inauguração da Cozinha Comunitária, requalificada pelo Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR). Gerida pela Associação dos Pequenos Produtores Rurais e Moradores do Acarás, essa nova estrutura está equipada com tecnologia de ponta, incluindo energia solar e maquinários de última geração, como fogão industrial, câmara climática de fermentação e seladora automática.

A iniciativa visa potencializar a produção de alimentos pela União das Mulheres na Agricultura Familiar (Umaf), grupo parceiro da Associação, que se dedica à fabricação de sequilhos, bolos, pães, biscoitos e outros produtos derivados da mandioca. A ação representa um avanço significativo para mais de 100 famílias, que passarão a contar com uma produção mais eficiente e de maior qualidade e impulsiona a geração de emprego e renda.

Foto: André Frutuôso/CAR

O diretor-presidente da CAR, Jeandro Ribeiro, destacou que a ação faz parte do projeto político de Governo, para assegurar a agroindustrialização dos produtos da agricultura familiar, para que tenham mais durabilidade e possam chegar a novos mercados e, assim, garantir mais lucro para quem produz, para quem processa e, consequentemente, mais qualidade para quem consome. “Temos mais de 420 agroindústrias espalhadas pela Bahia e esse equipamento industrial é um belo exemplo em que os governos do Estado e Municipal e a Associação de Acarás estão trabalhando em parceria para ajudar as famílias, que estão aqui neste aglomerado rural”, enfatizou Jeandro.

O presidente da Associação dos Pequenos Produtores Rurais e Moradores do Acarás, Antônio Gama, informou que a produção dos alimentos da Cozinha Comunitária já vem sendo comercializada via Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), municipal e estadual. “Vemos um avanço muito grande aqui e a nossa expectativa para os próximos anos é crescer e não olhar somente para o momento e sim mais adiante. Isso aqui é a realização de um sonho, que vai ajudar muita gente”.

Foto: André Frutuôso/CAR

De acordo com a líder de produção da Umaf, Meida Nascimento, antes a Cozinha processava cerca de 400 quilos de alimentos por mês e agora dará um salto, passando para aproximadamente 1,5 mil quilos por mês. Ela ainda informou que após o curso realizado em parceria entre a CAR e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) o repertório de receitas com a mandioca se ampliou. “Depois da capacitação aprendemos a fazer avoador, peta saborizada, pizza, esfirra, tudo de aipim. Ao todo foram 15 receitas”.

Quando o assunto é gestão do recurso, as mulheres da Umaf estão focadas em aprimorar o processo produtivo. “Primeiro a gente tira a porcentagem para reinvestir nos insumos, antes de dividir os valores entre a gente”, ressaltou Meida.

Fonte: ASCOM/CAR

Fonte: clique aqui.

Você bem informado!

COMMENTS