Em conferência de crianças e jovens, Lula homenageia órfãos da Covid

HomeBrasil

Em conferência de crianças e jovens, Lula homenageia órfãos da Covid

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participou, na noite desta quarta-feira (3/4), da 12ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, em Brasília. Durante discurso, o chefe do Executivo homenageou as crianças que perderam pais e mães em decorrência da Covid-19.

De acordo com estudo da Fiocruz, divulgado em dezembro de 2022, cerca de 40 mil crianças ficaram órfãs por conta da doença. O presidente ressaltou o número e culpou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) pelo alto índice.

“[Na pandemia de Covid] 40 mil crianças ficaram órfãos de pai e mãe. Ficaram órfãos não porque a doença não tinha cura. Ficaram órfãos porque tivemos alguém muito irresponsável que pensava que governava esse país”, afirmou Lula.

Em seguida, ele pediu que a plateia levantasse a mão em homenagem às crianças e adolescentes que perderam familiares durante a pandemia. O presidente também lembrou dos menores vítimas da guerra entre Israel e Hamas, na Faixa de Gaza.

“Esse levantar de mãos é uma demonstração da nossa solidariedade a quase 735 milhões pessoas, dentre os quais muitas crianças, que vão dormir sem ter um copo de leite para tomar e um pedaço de pão para comer. Aos 40 mil perderam os pais por conta da Covid”, disse Lula.

E seguiu: “Às crianças no Brasil que morrem de destruição porque ainda não recebem as calorias necessárias. Mas, sobretudo, é uma homenagem a quase 12,3 milhões de crianças que morreram na Faixa de Gaza, bombardeadas, em uma guerra insana contra a humanidade.”

Apesar do número citado pelo presidente, um levantamento da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados Palestinos (Unrwa), da Organização das Nações Unidas (ONU), apontou que em quatro meses, o conflito deixou 12,3 mil crianças mortas.

O evento contou com a participação da primeira-dama, Janja Lula da Silva, e dos ministros dos Direitos Humanos e Cidadania, Silvio Almeida, e da Secretaria-geral da Presidência, Márcio Macedo.

A conferência é promovida pelo Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), em parceria com a Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente do MDHC. Nesta edição, o evento busca discute os reflexos da pandemia de Covid-19 na vida das crianças, adolescentes e famílias.

Fonte: clique aqui.

Você bem informado!

COMMENTS