Justiça Federal decide que Ronnie Lessa fica no MS e não voltará ao RJ

HomeBrasil

Justiça Federal decide que Ronnie Lessa fica no MS e não voltará ao RJ

A Justiça Federal decidiu que o ex-PM Ronnie Lessa não voltará para uma penitenciária no Rio de Janeiro. Atualmente, o assassino confesso da vereadora Marielle Franco (PSol) e do motorista Anderson Gomes está preso na Penitenciária Federal de Campo Grande (MS).

Decisão do juiz federal Luiz Augusto Iamassaki Fiorentini desta quarta-feira (3/4) acolheu entendimento da 4ª Vara Criminal da Comarca da Capital do RJ e autorizou a renovação do prazo de permanência de Lessa pelo prazo de um ano na penitenciária federal.

A despacho judicial citado pelo magistrado se refere a uma decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro que prorroga a permanência de Lessa na unidade prisional. A decisão citou haver motivos para que o ex-PM permaneça em presídio federal de segurança máxima por três anos.

A decisão desta quarta, no entanto, prorroga a permanência de Lessa na unidade prisional por mais um ano.

Caso Marielle

Em delação premiada homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-PM Ronnie Lesse confirmou ter atirado contra o carro em que estava Marielle Franco. A vereadora e o motorista Anderson Gomes foram mortos a tiros em 14 de março de 2018.

No fim de março, a Polícia Federal (PF) prendeu os mandantes do crime. Foram presos o deputado federal Chiquinho Brazão (União-RJ); o irmão dele, Domingos Brazão, que é conselheiro do Tribunal de Contas do Rio; e o ex-chefe da Polícia Civil do Rio Rivaldo Barbosa.

Em coletiva de imprensa, o ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, informou que a Polícia Federal considera o caso elucidado. A motivação tem relação com a disputa fundiária no Rio de Janeiro.

Relatório da Polícia Federal indicou que o crime foi idealizado pelos irmãos Chiquinho e Domingos Brazão e meticulosamente planejado por Rivaldo Barbosa.

Fonte: clique aqui.

Você bem informado!

COMMENTS