Ministério da Saúde quer ampliar em 5% a oferta de leite materno

HomeBrasil

Ministério da Saúde quer ampliar em 5% a oferta de leite materno

A campanha do Ministério da Saúde, iniciada nesta segunda-feira (6/5), promove e incentiva a doação de leite materno no Brasil. Além disso, marca o Dia Mundial de Doação do Leite Humano, em 19 de maio.

Para este ano, a meta é ampliar em 5% a oferta de leite para recém-nascidos internados nas unidades neonatais do país que não podem ser amamentados pela mãe. 


0

O slogan da campanha “Doe leite materno: a vida em cada gota recebida” faz uma chamada de generosidade e solidariedade capaz de salvar vidas de bebês prematuros ou que estão passando por dificuldades de saúde. Um pote de leite humano pode alimentar até 10 recém-nascidos.

A campanha também apoiará as mulheres trabalhadoras que amamentam. O órgão estimula empresas que mantêm salas de apoio à amamentação, seguindo diretrizes nacionais. No Brasil, atualmente, são 274 salas certificadas.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, em 2023, foi registrada a doação de 253 mil litros de leite humano, com apoio de 198 mil mulheres, beneficiando, assim, mais de 220 mil recém-nascidos. Esse número é 8% maior do que o registrado em 2022.

No Brasil, há 225 bancos de leite humano em todos os estados, além de 217 postos de coleta. A rede brasileira é uma iniciativa do Ministério da Saúde, por meio do Instituto Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), e atualmente integra a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança e Aleitamento Materno (PNAISC).

A doação de leite contribui para o crescimento saudável de bebês prematuros ou de baixo peso que necessitam desse alimento para o desenvolvimento. Conforme o Ministério da Saúde, a amamentação pode reduzir em 13% as mortes de crianças e trazer benefícios para a saúde da mulher, como, por exemplo, a redução das chances de desenvolver a mastite, além de câncer de mama e de ovário. 

É importante que as mães interessadas em doar procure um banco de leite humano, alguma instituição de saúde que ofereça esse serviço ou ligar para o Disque Saúde 136, para tirar qualquer dúvida. Uma prática de apoio às mães e aos bebês que enfrentam desafios durante o período de amamentação.

Saiba como armazenar e transportar o leite materno:

  • após a retirada do leite materno, é importante colocar o frasco no freezer ou congelador; e
  • o leite materno deve ser transportado em até 15 dias após a primeira coleta.

Quem pode doar

A mulher precisa estar saudável e não tomar nenhum medicamento que interfira na amamentação. O Ministério da Saúde reforça que qualquer doação pode ajudar, pois, dependendo do peso do prematuro, 1 ml já é suficiente para nutrir um recém-nascido em cada refeição.

Fonte: clique aqui.

Você bem informado!

COMMENTS