Parafimose: o que é, sintomas, causas e tratamento

HomeLifestyle

Parafimose: o que é, sintomas, causas e tratamento

A parafimose acontece quando o prepúcio fica preso e não consegue regressar à sua posição normal, podendo levar ao desenvolvimento de uma infecção ou necrose progressiva dos tecidos nessa região.

Por poder levar à morte de tecidos, a parafimose é uma situação de emergência, que deve ser tratada o mais rápido possível.

O tratamento básico da parafimose é conseguir recobrir a cabeça do pênis pelo prepúcio, podendo ser necessário o uso de gel lubrificante e anestésico ou até mesmo anestésico local injetável.


Principais sintomas

Os principais sintomas de parafimose são:

  • Inchaço na ponta do pênis;
  • Dor intensa;
  • Alteração da cor da ponta do pênis, que pode estar muito vermelha ou azulada;
  • Inchaço e vermelhidão do prepúcio.

Normalmente, a parafimose acontece em crianças ou adolescentes até aos 16 anos, sendo mais rara em adultos.

Diferença entre parafimose e fimose

Embora sejam termos semelhantes, “parafimose” e “fimose” definem situações diferentes. A fimose consiste numa incapacidade, ou maior dificuldade, em expor a glande, porque o prepúcio, que é a pele que a recobre, não tem abertura suficiente. Entenda melhor o que é a fimose, como identificar e formas de tratamento.

Já a parafimose é uma complicação que pode ser causada pela fimose, e que acontece quando o prepúcio não regressa à sua posição normal após ser puxado, por exemplo, acabando por comprimir a cabeça do pênis.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da parafimose é feito pelo clínico geral ou urologista através de exame físico e avaliação dos sintomas. Durante o exame físico, o médico deve observar a aparência do pênis e do prepúcio, assim como qualquer sinal de inchaço, dor ou dificuldade para urinar.

O médico também deve avaliar o histórico de saúde da pessoa, investigando a ocorrência anterior de lesões na área genital, manipulação do prepúcio, infecções prévias ou condições médicas, como a fimose.

Em alguns casos, pode ser necessária a realização de exames adicionais, como análise de urina, para descartar infecção urinária, ou e outros exames laboratoriais.

Consulte o urologista mais próximo, usando a ferramenta a seguir, para investigar a possibilidade de parafimose:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Urologistas e receba o cuidado personalizado que você merece.



Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.


Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Possíveis causas da parafimose

A parafimose pode ser causada por:

  • Forçar a retração do prepúcio de forma excessiva ou incorreta;
  • Fimose, que é uma situação mais frequente em crianças e adolescentes, em que o prepúcio não consegue retrair facilmente sobre a glande;
  • Lesões na área genital ou no prepúcio, como a balanite;
  • Colocação de um piercing no pênis;
  • Uso de sonda vesical, principalmente no caso de idosos.

Eventualmente, a parafimose pode surgir após uma relação sexual, quando não é feita a higiene adequada do órgão e o prepúcio não volta ao local correto após flacidez.

Como é feito o tratamento

O tratamento da parafimose depende da idade e da gravidade da condição, devendo ser orientado pelo médico.

1. Técnicas de compressão

O médico pode realizar uma compressão manual sobre o prepúcio inchado durante alguns minutos e depois puxá-lo lentamente para cima.

Outra técnica de compressão consiste em envolver firmemente a porção inchada do pênis, desde a glande em direção à base, com uma banda elástica por 10 a 20 minutos para diminuir a inflamação e, em seguida, tentar reposicionar o prepúcio.

2. Uso de anestésicos tópicos

O médico pode indicar a colocação de um anestésico sobre o pênis, como a lidocaína ou a prilocaína, por exemplo, por cerca de 30 minutos. Além de anestesiar o local, esse medicamento ajuda a deixar a pele mais macia, ajudando o médico a reposicionar o prepúcio.

3. Aplicação de injeção de hialuronidase

A injeção de hialuronidase pode ajudar a diminuir o inchaço do prepúcio, principalmente no caso de crianças.

4. Punção e aspiração

A punção e a aspiração são indicadas quando as outras técnicas menos invasivas não funcionam. Esse procedimento consiste em perfurar o prepúcio várias vezes para retirar, de forma manual, o líquido que está acumulado no local.

5. Circuncisão de emergência

Nos casos mais graves, ou quando as outras opções de tratamento não foram eficazes, o médico pode indicar a realização de circuncisão de emergência, em que a pele do prepúcio é removida completamente através de cirurgia.

Leia também: Circuncisão: o que é, como é feita, recuperação e riscos


tuasaude.com/o-que-e-circuncisao

Imagem do autor

Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.





96% dos leitores

acham este conteúdo útil



(156 avaliações nos últimos 12 meses)

Histórico de atualizações

Atualizamos regularmente os nossos conteúdos com a informação científica mais recente, para que mantenham um nível de qualidade excepcional.

Bibliografia
  • NHS. Tight foreskin (phimosis and paraphimosis). Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/phimosis/>. Acesso em 21 out 2021
  • NIH. Paraphimosis. 2023. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK459233/>. Acesso em 01 abr 2024

Fonte: clique aqui.
Você bem informado!

COMMENTS