Saiba quais foram as maiores campanhas do governo em 2023

HomeGoverno

Saiba quais foram as maiores campanhas do governo em 2023

Publicidade federal de multivacinação e anúncios sobre os 100 dias de governo foram as que tiveram as maiores verbas do governo federal

Levantamento do Poder360 mostrou que o governo reduziu em 61% o dinheiro para campanhas de prevenção contra a dengue em 2023, sob a administração de Luiz Inácio Lula da Silva, na comparação com os gastos de 2022, sob Jair Bolsonaro.

Houve, no entanto, aumento de investimento em outras campanhas. A ação publicitária para promover a multivacinação foi a que mais recebeu recursos.

Leia abaixo as principais campanhas de 2023:

As informações são de levantamento do Poder360 com os dados do Sicom (Sistema de Comunicação de Governo do Poder Executivo Federal).

Com aumento de 141% na verba publicitária, a campanha de multivacinação passou a ser a 1ª do Ministério da Saúde, sob o comando da socióloga Nísia Trindade, no ranking das maiores verbas e também a com mais recursos de todo o governo federal em 2023.

A vacinação foi priorizada num momento em que o Brasil soava o alerta de uma baixíssima cobertura vacinal. De acordo com o Ministério da Saúde, houve, depois da campanha, aumento na cobertura de 13 das 16 principais vacinas ofertadas pelo PNI.

Redução de verbas

Os dados do Sicom (Sistema de Comunicação de Governo do Poder Executivo Federal) mostram uma redução nas verbas de divulgação em 2023.

Em 2022, o total gasto com publicidade federal havia sido R$ 633 milhões (em valores corrigidos pela inflação). Em 2023, a base de dados mostra um total de R$ 451 milhões.

Os dados acima não incluem recursos de publicidade de estatais, como a Petrobras. Deixaram de ser divulgados pelo governo em 2017 (quando representavam 71% de tudo o que o governo gastava) num retrocesso de transparência.

Leia todas as campanhas

O Poder360 fez também uma lista com os dados agrupados de todas as campanhas publicitárias do governo federal em 2023. Clique aqui para acessá-la.

Metodologia

O Poder360 usou dados do Sicom (Sistema de Comunicação do Governo) e corrigiu todos os valores pela inflação. Só foram somados os gastos de publicidade com confirmação de veiculação.

Não é possível comparar pelos dados da Sicom as informações desta reportagem com as campanhas priorizadas em 2022 pela gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). A gestão anterior teve seu maior gasto com uma campanha chamada “Always On”, que envolvia divulgações de múltiplos ministérios, sem discriminar qual.

Fonte: clique aqui.

Você bem informado!

COMMENTS