Sensação de estômago cheio e barriga inchada: 11 causas (e como aliviar)

HomeLifestyle

Sensação de estômago cheio e barriga inchada: 11 causas (e como aliviar)

A sensação de estômago cheio e barriga inchada é um sintoma que pode ser causado por situações comuns, como excesso de gases, má digestão ou gravidez, ou ainda por situações mais sérias, como câncer de estômago ou síndrome do intestino irritável.

Conforme a causa da sensação de estômago cheio e barriga inchada, outros sintomas que também podem surgir são dor na barriga, enjoo, sensação de falta de ar, diarreia, prisão de ventre ou dor de cabeça.

O tratamento da sensação de estômago cheio e barriga inchada deve ser feito pelo médico geral ou gastroenterologista e varia conforme a causa desse sintoma, podendo incluir o uso de remédios de farmácia, remédios caseiros, dieta ou cirurgia.


Possíveis causas

As possíveis causas da sensação de estômago cheio e barriga inchada são:

1. Gases

Os gases intestinais e estomacais são o acúmulo de ar no estômago ou intestino, que causam sintomas como sensação de estômago cheio, barriga inchada e falta de ar, dor abdominal, flatulência excessiva, dor no peito ou arrotos constantes, por exemplo. Conheça melhor sobre os sintomas e como eliminar os gases.

Não ignore os seus sintomas!

Priorize sua saúde. Descubra a causa dos seus sintomas e receba o cuidado que precisa.




Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

2. Refluxo gastroesofágico

A sensação de estômago cheio e barriga inchada é um dos sintomas presentes no refluxo gastroesofágico, uma condição geralmente causada por alteração no funcionamento do esfíncter localizado entre o esôfago e o estômago, provocando o retorno do conteúdo do estômago para o esôfago.

3. Doença celíaca

A doença celíaca é causada pela intolerância permanente ao glúten, provocando inflamações e lesões no intestino, e levando, assim, ao surgimento de sintomas como sensação de estômago cheio, barriga inchada e diarreia, perda de peso, excesso de gases e prisão de ventre. Confira todos os sintomas da doença celíaca.

4. Gastrite

A gastrite é uma inflamação na mucosa do estômago que pode causar dor de estômago, sensação de estômago cheio e barriga inchada, má digestão, mal-estar, arrotos e flatulências frequentes e sensação de queimação.

A gastrite pode ser causada pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas, uso prolongado de medicamentos anti-inflamatórios, infecção causada pela bactéria H. pylori, mas  também pode ser consequência de estresse e nervosismo.

5. Obstrução intestinal

A sensação de estômago cheio e barriga inchada pode estar presente na obstrução intestinal, uma situação de emergência que acontece quando as fezes não conseguem passar pelo intestino devido a um bloqueio no seu caminho.

A obstrução intestinal também causa sintomas que podem piorar com o tempo, como dificuldade para evacuar ou eliminar gases, náuseas ou dor abdominal. Saiba identificar os sintomas da obstrução intestinal.

6. Intolerância alimentar

A intolerância alimentar, como intolerância à lactose, ao glúten ou à frutose, é uma condição que pode causar sensação de estômago cheio e barriga inchada, irritabilidade, dor de cabeça, dor abdominal e coceira na pele.

Isso acontece porque o organismo, nestas condições, não consegue digerir corretamente alguns alimentos, devido à ausência ou menor quantidade de enzimas digestivas no corpo.

7. Síndrome do intestino irritável

Alguns sintomas da síndrome do intestino irritável são excesso de gases, sensação de estômago cheio e barriga inchada, prisão de ventre, diarreia e pontada na barriga.

Acredita-se que alguns fatores que podem aumentar o risco de inflamação do intestino e causar os sintomas da síndrome do intestino irritável são, estresse, depressão, infecção intestinal e alergia alimentar, por exemplo. Conheça melhor as possíveis causas da síndrome do intestino irritável.

8. Gravidez

A sensação de estômago cheio, barriga inchada e enjoo são um dos sintomas de gravidez. Isso acontece porque o aumento do fluxo sanguíneo e o crescimento do útero, causam o inchaço abdominal.

Além disso, as alterações comuns do hormônio progesterona e estrogênio, e a produção do hormônio gonadotrofina coriônica humana durante a gravidez, também podem causar a prisão de ventre e os enjoos.

9. Má digestão

A má digestão é uma situação que pode acontecer após o consumo de alimentos muito gordurosos ou ao beber muito líquido durante a refeição, por exemplo, deixando a digestão mais lenta e causando sintomas, como sensação de estômago cheio e barriga inchada, gases, desconforto abdominal, arrotos frequentes e enjoo.

10. Câncer de estômago

A sensação de estômago cheio e barriga inchada, dor na barriga, perda de peso e azia constante, são alguns sintomas presentes no câncer de estômago, um tumor maligno que pode surgir em qualquer parte deste órgão.

Alguns fatores que podem favorecer o desenvolvimento do câncer de estômago são infecção no estômago por Helicobacter pylori e presença de uma úlcera ou gastrite crônica não tratada, por exemplo.

11. Ascite

A ascite, ou “barriga d’água”, é o acúmulo anormal de líquido rico em proteínas no interior do abdômen, podendo causar sintomas como sensação de estômago cheio, barriga inchada e falta de ar, sensação de peso e pressão na barriga e ganho de peso sem motivo aparente.

A ascite é uma condição que pode ser provocada por várias doenças, como cirrose hepática, insuficiência hepática fulminante, insuficiência cardíaca congestiva, tuberculose peritoneal, AIDS, doenças renais, endócrinas, pancreáticas e biliares, e lúpus, por exemplo.

Dicas para aliviar

Para aliviar a sensação de estômago cheio e barriga inchada, pode ser recomendado o uso de remédios de farmácia, dieta, remédios caseiros e cirurgia.

1. Remédios de farmácia

Os remédios de farmácia indicados pelo médico, que variam conforme a causa a ser tratada, são:

  • Antiflatulentos, como simeticona e dimeticona, para casos de excesso de gases;
  • Inibidores da produção de ácido, como omeprazol, pantoprazol e cimetidina, para o tratamento da gastrite e refluxo;
  • Diuréticos, como a espironolactona e furosemida, para ajudar no tratamento da ascite;
  • Antiácidos, como hidróxido de alumínio, hidróxido de magnésio e carbonato de cálcio, para os casos de gastrite e má digestão;
  • Antibióticos, como claritromicina associada à amoxicilina ou ao metronidazol, que podem ser indicados para tratar a gastrite e ascite;
  • Imunossupressores e corticoides, como prednisolona e ciclosporina, que podem ser prescritos no tratamento da doença celíaca;
  • Probióticos e enzimas digestivas, que podem ajudar no tratamento de intolerâncias alimentares e da síndrome do intestino irritável.

Já em casos de câncer de estômago, o médico recomenda a quimioterapia, que consiste na administração de remédios para eliminar as células cancerígenas, que podem ser tomados via oral ou por injeção nas veias.

2. Remédios caseiros

Alguns remédios caseiros para aliviar a sensação de estômago cheio e barriga inchada são:

  • Chá de hortelã-pimenta, que possui ação anti-inflamatória, antiemética e digestiva, ajudando no tratamento da gastrite, má digestão e excesso de gases;
  • Chá de camomila, pois tem ação digestivas e anti-inflamatórias, ajudando a aliviar a má digestão, 
  • Chá de capim-santo, indicado para complementar o tratamento de gastrite, refluxo e má digestão;
  • Chá de manjericão, que ajuda a aliviar o excesso de gases, melhora a digestão e evita a dor de estômago;

Esses remédios caseiros devem ser usados de preferência com a orientação do médico ou outro profissional especializado em plantas medicinais. Isso porque, embora sejam benéficos de um modo geral, também possuem contraindicações e efeitos colaterais.

3. Dieta

A dieta para aliviar a sensação de estômago cheio e barriga inchada varia conforme a causa desse sintoma. De um modo geral, deve-se priorizar o consumo de alimentos naturais de fácil digestão e que não irritem o estômago, como frutas sem casca e sem semente, legumes cozidos, tubérculos e pão branco.

Os alimentos que devem ser evitados são principalmente os ricos em fibras e que estimulam a formação de gases, como vegetais verde folhosos, feijão, ovos, alimentos embutidos e ricos em gordura como manteiga, requeijão, leite e carnes vermelhas.

Pessoas com intolerância à lactose devem evitar leite e derivados, como manteiga, iogurte, queijo e sorvete. Já quem possui intolerância ao glúten deve excluir da dieta alimentos feitos com trigo, cevada, malte e centeio, como bolacha, bolo, biscoito, pão, cerveja e macarrão, por exemplo.

Leia também: 12 alimentos que causam gases


tuasaude.com/alimentos-que-causam-gases

4. Cirurgia

A cirurgia para desobstruir o intestino, pode ser indicada em casos mais graves de obstrução intestinal, para permitir que as fezes consigam passar novamente pelo intestino.

Além disso, no caso do câncer de estômago, a cirurgia geralmente é indicada, para remover apenas o tumor, uma parte do estômago, ou todo o estômago, bem como os gânglios linfáticos da região, dependendo do estágio da doença.

Fonte: clique aqui.
Você bem informado!

COMMENTS